April 26, 2012

Manchado

Volto da lavanderia; nada está certo. A roupa manchada expõe meu desacerto: "manchou, perdeu, vai ter que jogar fora". E meu esforço de nada valeu. E nosso esforço de nada valeu.
Durmo agora sobre as marcas de onde um dia houve louvor no desespero.
Guardo em mim as marcas e as manchas e a mácula e o medo e a angústia e a incerteza.

"Mas calma. A roupa está limpa, olha só."

1 comment:

  1. MEU DEUS. Jess! Lirismo e intensidade perpassam cada palavra que você escreve. Lindo, lindo. Adorei esse misto de línguas do blog, também. Perfeito, tudo perfeito. E o layout? ...

    ReplyDelete